Marido de ativista trans é agredido e preso em PE; ela relata extorsão

A ativista trans Angela Oliveira afirmou que ela e seu marido foram vítimas de agressão por parte de PMs em PE; em vídeo publicado na rede social, o esposo de Angela aparece levando uma gravata de militares ao ser levado para uma delegacia apenas por ser companheiro de uma mulher trans

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ativista trans Angela Oliveira afirmou nesta quinta-feira (18) que ela e seu marido foram vítimas de agressão por parte de policiais militares em Pernambuco. Em vídeo publicado na rede social, o esposo de Angela aparece levando uma gravata de PMs ao ser levado para uma delegacia apenas por ser companheiro de uma mulher trans.

Na delegacia de Maria Farinha,em Paulista (PE), o delegado teria pedido pagamento de R$ 2 mil após uma agressão forjada contra um policial e provocado: “Você se acha tão vítima, mas olha o que seu companheiro está passando por estar com você”.

Segundo Angela, os policiais também impediram o registro de Boletim de Ocorrência.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247