Mendonça Filho diz que não apoiará João nem Marília no Recife: “não vou nem às urnas”

Terceiro candidato mais votado no primeiro turno das eleições no Recife, o ex-ministro da Educação de Michel Temer anunciou neutralidade na disputa

Mendonça Filho acusa o Psol: 'gestão é uma das piores do país'
Mendonça Filho acusa o Psol: 'gestão é uma das piores do país' (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Metrópoles - Derrotados na disputa pela Prefeitura do Recife, o ex-ministro Mendonça Filho (DEM) e a delegada Patrícia Domingos (Podemos), que ficaram na terceira e quarta colocação, respectivamente, descartaram apoio aos dois candidatos que passaram ao segundo turno.

Os deputados federais João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT), que são primos, tiveram 29,17% e 27,95% dos votos válidos, respectivamente. A diferente entre eles foi de cerca de 10 mil votos.

Mendonça disse nesta segunda-feira (16/11) à imprensa local que não vai nem às urnas votar no próximo dia 29 de setembro. “Nós não vamos votar nem no PT nem no PSB. Nós vamos nos abster. Essa é uma decisão do eleitor”, afirmou. “Eu me abstenho, não vou nem às urnas”, acrescentou.

Já Patrícia, que recebeu o apoio formal do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse ainda na noite de domingo (15/11) que votaria em branco. “Eu mantenho minha coerência. Não subo em palanque nem do PSB e nem do PT. De antemão, já adianto que PT e PSB não terão meu apoio nem hoje e nem nunca. Votarei em branco”, declarou.

Continue lendo no Metrópoles

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email