Pacote de concessões de Temer inclui privatização da Caema

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão, Caema, está entre as 55 concessões que integram o Programa Parcerias de Investimentos do Governo Federal; companhias de saneamento de 14 outros estados estão nesta nova rodada de concessões; o terminal de celulose do Porto do Itaqui também está entre os projetos; em janeiro deste ano, o governador Flávio Dino (PCdoB) desmentiu plano de privatização da companhia; “No meu mandato não haverá privatização”, assegurou o governador

DCIM\100GOPRO
DCIM\100GOPRO (Foto: Leonardo Lucena)

Blog Marrapá - A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão, Caema, está entre as 55 concessões que integram o Programa Parcerias de Investimentos do Governo Federal. Companhias de saneamento de 14 outros estados estão nesta nova rodada de concessões. O terminal de celulose do Porto do Itaqui também está entre os projetos. A privatização da companhia dependerá da aprovação da Assembleia legislativa do Maranhão.

Em janeiro deste ano, o governador Flávio Dino (PCdoB) desmentiu plano de privatização da companhia. “No meu mandato não haverá privatização”, assegurou o governador. Investimentos para melhoria da qualidade dos serviços prestados pela Caema estão sendo feitos desde o primeiro momento da atual gestão.

A medida é uma intenção de conter a queda do Produto Interno Bruto e destravar a economia. O pacote deve ser anunciado nesta terça-feira, 7, pelo presidente Michael Temer. Há projetos para privatização de linhas de transmissão de energia, rodovias, ferrovias e terminais portuários. As privatizações das linhas de transmissões têm prazo previsto para serem fechadas e uma condicionante alentadora: se comprometer em cobrar a menor tarifa.

Sobre as estatais de saneamento, o pacote pretende aliviar as pressões sobre o equilíbrio fiscal dos estados exercidas pelas dívidas acumuladas durante décadas. A Caema está entre as maiores devedoras da Previdência do país.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247