PF abre inquérito para investigar manchas de petróleo em praias do Nordeste

PF abriu inquérito para investigar possível crime ambiental após o surgimento de manchas de petrólea em diversas praias do Nordeste. A origem do material ainda é desconhecida

Tartarugas cobertas de petróleo foram encontradas em praias do litoral nordestino
Tartarugas cobertas de petróleo foram encontradas em praias do litoral nordestino (Foto: Instituto Verdeluz/Divulgação)

Reuters - A Polícia Federal instaurou inquérito para investigar possível crime ambiental após o surgimento de manchas de aspecto oleoso em diversas praias do Nordeste, informou a PF nesta quarta-feira.

O inquérito está concentrado na Superintendência Regional da PF no Rio Grande do Norte, e visa apurar a origem das manchas, acrescentou a polícia em comunicado.

“A ação foi tomada tão logo surgiram as primeiras informações, na imprensa nacional, sobre o fato; bem como sobre a possibilidade da ocorrência de eventual dano ambiental de grandes proporções na região”, disse a PF, acrescentando que as investigações contam com a participação de Ibama, Marinha, Universidade Federal de Pernambuco e Ministério da Defesa.

Na semana passada, o Ibama informou que a Marinha e a Petrobras constataram, após análises, que a substância que atinge praias de diversos Estados do Nordeste é petróleo, produzido no exterior, mas de origem ainda não identificada.

Por Pedro Fonseca

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247