PF faz operação para apurar supostas irregularidades em contratos contra a Covid-19 no Piauí

Polícia Federal cumpre 18 mandados de busca e apreensão em cinco municípios do Piauí, São Paulo e do Rio Grande do Sul. Contratos investigados somam cerca de R$ 33 milhões

PF cumpre 18 mandados de busca e apreensão em cinco cidades.
PF cumpre 18 mandados de busca e apreensão em cinco cidades. (Foto: Divulgação /PF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Federal deflagrou uma operação, na manhã desta terça-feira (13), para apurar a existência de supostas irregularidades e desvios em contratos firmados pela Secretaria de Saúde do Piauí para combater a pandemia a Covid-19. O Piauí é governado por Wellington Dias (PT),  partido que faz a oposição ao governo Jair Bolsonaro.  Dias também preside o consórcio de governadores do Nordeste. Estão sendo cumpridos 18 mandados de busca e apreensão em cinco municípios do Piauí, São Paulo e do Rio Grande do Sul

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, os contratos sob suspeita somam cerca de R$ 33 milhões e tratam da aquisição de equipamentos hospitalares, insumos, medicamentos e estruturas modulares para a construção de hospitais de campanha. 18 mandados de busca e apreensão em cinco cidades dos estados do Piauí, de São Paulo e do Rio Grande do Sul

“Os contratos investigados demonstram a formalização de processos administrativos em desacordo com a legislação específica, notadamente no que se refere à publicidade, acarreando contratos suspeitos com empresas que não possuem condições técnicas de atender ao objeto contratado", informou a PF. Os crimes investigados são de superfaturamento, fraude à licitação, falsidade ideológica e organização criminosa.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde do Piauí disse ter agido "transparência e seriedade durante todo o trabalho de combate a pandemia” e que está colaborando com as investigações. O Piauí vem registrando uma alta nos casos da Covid-19 com aumento de 30% do número de novos casos, nos últimos dias. O Estado registra 2.915 mortes provocadas pela doença e mais de 148 mil casos confirmados.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247