PF realiza operação contra desvios na saúde e na educação mirando governo da Paraíba

A Polícia Federal realizou mais uma fase da Operação Calvário, que apura desvios nas áreas da saúde e da educação. A operação investiga a gestão do atual governador, João Azevêdo

João Azevêdo
João Azevêdo (Foto: Francisco Franca/Secom)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Federal (PF) realizou, nesta terça-feira, 27, mais uma fase da Operação Calvário, que apura desvios nas áreas da saúde e da educação. 

A operação investiga a gestão do atual governador, João Azevêdo. O alvo desta vez foi o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) Arthur Paredes Cunha Lima.

Os agentes cumpriram dez mandados de busca e apreensão em João Pessoa, Bayeux e Cabedelo, na Paraíba, em Brasília (Distrito Federal) e em Sergipe. A ordem foi do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Francisco Falcão.

A Justiça bloqueou bens de outros investigados no inquérito, como o ex-governador e candidato à Prefeitura de João Pessoa Ricardo Coutinho (PSB), suspeito de chefiar o esquema e candidato à prefeitura de João Pessoa.

Levantamentos apontam que entre 2011 a 2019, o Governo da Paraíba empenhou R$ 2,4 bilhões para Organizações Sociais (OS) investigadas. O desvio é estimado em mais de R$ 134 milhões.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247