Prefeito de Camaragibe é preso por corrupção e fraudes em licitação

Prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), foi preso por agnetes da Polícia Civil de Pernambuco pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, fraude em licitações e corrupção; em fevereiro, Meira ficou conhecido nacionalmente após exigir a presença de servidores comissionados no show de sua noiva, a cantora Taty Dantas, que também é secretária municipal

247 - Agentes do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil de Pernambuco prenderam, no início da manhã desta quinta-feira (20), o prefeito de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, Demóstenes Meira (PTB). Ele é investigado pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, fraude em licitações e corrupção. 

Em fevereiro deste ano, Meira ficou conhecido nacionalmente após erem divulgadas gravações onde ele exigiu a presença de servidores comissionados no show da noiva dele, a cantora Taty Dantas, que também é secretária municipal. 

Além de Meira, a operação Harpalo, iniciada em dezembro do ano passado, também prendeu outras quatro pessoas suspeitas de integrarem o esquema, que teria desviado cerca de R$ 117 mil de um contrato de R$1,2 milhão para a manutenção de escolas do município e que havia sido por meio de dispensa de licitação. Segundo a delegada Jéssica Ramos, foram presos dois casais sócios de duas construtoras que estariam envolvidos nas fraudes investigadas. 

O município de Camararibe está em situação de emergência devido às fortes chuvas que caíram este mês em toda a Região Metropolitana da capital. No dia 13 de junho, o deslizamento de uma barreira  resultou na morte de sete pessoas, cinco de uma mesma família. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247