Proibição de homenagens ao Regime militar e à ditadura vira lei em Pernambuco

De acordo com um projeto aprovado pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), se houver entendimento de que alguém violou direitos humanos durante o Governo Militar, o nome de tal indivíduo não pode ser dado a uma rua ou edifício, por exemplo

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou no último fim de semana (21) um projeto de lei estadual que proíbe qualquer tipo de homenagem por parte da administração pública ao periodo do Governo Militar brasileiro (1964-1985). O governador Paulo Câmara, que poderia vetar ou sancionar a proposta, absteve-se de tomar uma ou outra posição sobre a proposta, de autoria do Juntas (PSOL).

Se houver entendimento de que alguém violou direitos humanos durante o Governo Militar, o nome de tal indivíduo não pode ser dado a uma rua ou edifício, por exemplo. Dos 49 deputados, apenas 24 participaram da votação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247