PT tenta estimular candidaturas negras à Prefeitura de Salvador

O PT de Salvador abriu o processo de inscrição para as pré-candidaturas majoritárias onde 5 postulantes se inscreveram, dentre eles a socióloga Wilma Reis, o vereador Moisés Rocha e a secretária de Estado, Fabya Reis. Um homem e duas mulheres negras

(Foto: Reprodução (Youtube))
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O movimento "Eu quero ela", criado por várias organizações, propõe a discussão a respeito da necessidade de uma candidatura negra com reais chances de ocupar a Prefeitura de Salvador, numa cidade onde 85% da população é negra e nunca conseguiu eleger, pelo voto direto, um prefeito ou prefeita negra. Parte considerável da esquerda soteropolitana aderiu ao movimento que acabou se tornando um dos principais temas debatidos em toda a cidade.

O PT de Salvador abriu o processo de inscrição para as pré-candidaturas majoritárias onde 5 postulantes se inscreveram, dentre eles a socióloga Wilma Reis, o vereador Moisés Rocha e a secretária de Estado, Fabya Reis. Um homem e duas mulheres negras. Diante da solicitação de posicionamento desta Secretaria Nacional de Combate ao Racismo sobre o assunto, o Coletivo Nacional tem o seguinte a declarar:

Em nota, a Secretaria de Combate ao Racismo do PT reforça que "o processo escravocrata ocorrido no Brasil deita até os dias de hoje suas profundas raízes sobre a sociedade brasileira onde, mesmo sendo maioria, a população negra não se encontra representada nos espaços de poder e a cidade de Salvador é um exemplo vivo desta não representação".

"A luta por um país mais justo, plural e inclusivo passa, necessariamente, pela incorporação de toda a população, negra e não negra, na construção de estratégias antirracistas e promotoras da igualdade racial, e as candidaturas negras apresentadas, em especial das mulheres, contribuem para essa tarefa", diz.

"Defenderemos junto aos Diretórios Nacional, Estadual da Bahia e Municipal o lançamento e a campanha de uma candidatura negra para a prefeitura de Salvador, como símbolo da incorporação pelo Partido dos Trabalhadores do respeito a sua militância negra e de sua disposição de luta contra o racismo", acrescenta.

A secretaria defende que "essa candidatura debata e proponha saídas reais para os problemas crônicos e estruturais de Salvador, umas das maiores e mais importantes cidades do Brasil; proponha implantar o modo petista de governar; e defenda o legado histórico dos governos do PT, bem como a anulação do processo injusto que condenou o ex-presidente Lula".

"Vamos dialogar com todas as forças políticas e com as lideranças não negras da Bahia e de Salvador, no sentido do convencimento de que o lançamento, e a vitória, de uma candidatura negra naquela cidade, será uma das respostas mais contundentes e eficazes que o PT e as esquerdas poderão dar ao acelerado processo de construção do fascismo que a extrema direita tenta impor ao Brasil no momento atual".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247