Restaurante Coco Bambu, de empresário bolsonarista, demite 147 funcionários e ameaça encerrar atividades no Ceará

A diretoria do restaurante, que é bolsonarista, critica o decreto do Governo do Estado do Ceará que limitou o horário de funcionamento dos estabelecimentos

Afrânio Barreira, Jair Bolsonaro e Daniela Barreira
Afrânio Barreira, Jair Bolsonaro e Daniela Barreira (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247-  Uma das maiores redes de restaurantes do Brasil, O “Coco Bambu” ameaça encerrar as atividades no Ceará. Segundo reportagem do portal Focus, a direção critica o decreto do Governo do Estado que limitou o horário de funcionamento dos estabelecimentos, por conta dos altos índices de contágio do novo coronavírus.

O empresário Afranio Barreira, fundador da rede, defende a postura de Jair Bolsonaro em relação ao afrouxamento do isolamento social e ao uso da cloroquina no tratamento da covid-19.  Ele também foi um dos principais financiadores da campanha do extremista.

“Recentemente, logo após a promulgação do decreto, não nos restou outra alternativa senão ter que reduzir nosso quadro local de 606 funcionários, com a demissão de 147 colaboradores que fazem parte da nossa grande família, alguns com anos e anos de casa, que, infelizmente, terão de ficar sem emprego e sem sustento e renda para si e seus familiares”, disse o restaurante em nota, informando que a medida foi necessária para manter os outros 459 empregos diretos restantes.

“Este número de empregados brevemente poderá ser reduzido. Isto porque o atual decreto limita, em muito, nossa capacidade de funcionamento. Estamos, de fato, considerando a opção de encerrar de forma definitiva as operações do Coco Bambu no Ceará caso essa situação se prolongue por mais tempo do que possamos sustentar”, alertou a empresa que tem oito restaurantes em Fortaleza.

.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email