Sarney derruba ministro do Trabalho de Temer

Ex-presidente José Sarney (MDB) não deu aval para que o deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA) comandasse o Ministério do Trabalho; a posse, que seria na quinta-feira 4, não irá mais acontecer; sem o referendo de Sarney, Michel Temer pediu para que o PTB escolhesse outro nome

Ex-presidente José Sarney (MDB) não deu aval para que o deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA) comandasse o Ministério do Trabalho; a posse, que seria na quinta-feira 4, não irá mais acontecer; sem o referendo de Sarney, Michel Temer pediu para que o PTB escolhesse outro nome
Ex-presidente José Sarney (MDB) não deu aval para que o deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA) comandasse o Ministério do Trabalho; a posse, que seria na quinta-feira 4, não irá mais acontecer; sem o referendo de Sarney, Michel Temer pediu para que o PTB escolhesse outro nome (Foto: Gisele Federicce)

Maranhão 247 - O deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA), que tomaria posse como ministro do Trabalho na quinta-feira 4, não será mais o escolhido para o cargo pelo governo federal.

Isso porque, segundo reportagem da Folha, o ex-presidente José Sarney (MDB) não deu aval ao nome do parlamentar, que é de seu Estado. O motivo: Fernandes é aliado do governador Flávio Dino, do PCdoB.

Sem o referendo de Sarney, Temer pediu para que o PTB escolhesse outro nome. Segundo a Folha, a decisão de Temer causou desconforto na bancada do PTB na Câmara dos Deputados.

Conheça a TV 247

Mais de Nordeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247