Solla: tentam assassinar Lula para não ter que libertá-lo

"A transferência de @LulaOficial para Tremembé, para uma cela comum, é a tentativa de assassiná-lo para não ter que, em algum momento, lhe libertar. Um estado corrupto que foi flagrado cometendo crime para prender um inocente e agora ficou refém desta farsa", afirmou o deputado federal Jorge Solla (PT-BA)

(Foto: Will Shutter - Câmara)

247 - O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) alertou para o risco à segurança pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a eventual transferência dele para uma cela coletiva em Sâo Paulo. A decisão foi da juíza Carolina Lebbos. Atualmente ele está preso na superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR). A decisão

"A transferência de @LulaOficial para Tremembé, para uma cela comum, é a tentativa de assassiná-lo para não ter que, em algum momento, lhe libertar. Um estado corrupto que foi flagrado cometendo crime para prender um inocente e agora ficou refém desta farsa", escreveu o parlamentar no Twitter.

A defesa do ex-presidente repudiou a decisão. "Não pode o Estado, por meio de órgão subordinado à autoridade coatora, a pretexto de reconhecer sua impossibilidade de assegurar os direitos do paciente [Lula], agravar sua situação jurídica e pessoal, sobretudo na pendência do julgamento deste habeas corpus", diz o texto da defesa.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247