STF aceita denúncia contra o deputado João Carlos Bacelar

Deputado federal João Carlos Bacelar (PL-BA) é acusado de usar dinheiro público para pagar os salários de uma empregada doméstica e de uma secretária que trabalhava na empresa de sua família

(Foto: Agência Câmara)

247 - A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o deputado federal João Carlos Bacelar (PL-BA) por peculato. O parlamentar é acusado de usar dinheiro público para pagar os salários de uma empregada doméstica e de uma secretária que trabalhava na empresa de sua família. O STF decidirá se o absolve ou o condena.

As duas mulheres foram contratadas como secretárias parlamentares de Bacelar em Salvador (BA), mas desenvolveriam atividades particulares. De acordo com o blog do Fausto Macedo, uma delas atuaria na empresa da família do congressista e a outra teria prestado serviços como empregada doméstica na residência do deputado na Bahia.

Para Bacelar, o recebimento da denúncia não significa reconhecimento de culpa. “Anoto que as acusações não são verdadeiras. Sou inocente, ainda não fui julgado, e confio na Justiça Brasileira, tenho convicção que minha inocência será declarada pelo Poder Judiciário na oportunidade do julgamento”, afirmou.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247