Universidade Federal do Ceará não vai aderir ao 'Future-se'

A Universidade Federal do Ceará não irá aderir ao Future-se, programa anunciado em julho pelo MEC, chefiado por Abraham Weintraub, e que prevê mudanças na estrutura administrativa, no financiamento e na gestão orçamentária das instituições federais de ensino superior. O programa aumenta a participação de verbas privadas no orçamento universitário

(Foto: Ribamar Neto/UFC)

247 - A Universidade Federal do Ceará não irá aderir ao Future-se, programa anunciado em julho pelo Ministério da Educação (MEC), chefiado por Abraham Weintraub, e que prevê mudanças na estrutura administrativa, no financiamento e na gestão orçamentária das instituições federais de ensino superior. A decisão foi tomada pela maioria dos membros do Conselho Universitário (CONSUNI), em reunião realizada na tarde desta quarta-feira (14). O programa aumenta a participação de verbas privadas no orçamento universitário. Abraham trabalhou 18 de seus 47 anos no Banco Votorantim. Depois foi demitido e seguiu para a Quest Corretora.

A ideia do Future-se é que as universidades possam celebrar contratos de gestão compartilhada do patrimônio imobiliário da universidade e da União. As reitorias poderão fazer PPPs, cessão dos prédios e lotes; criar fundos patrimoniais (endowment), com doações de empresas ou ex-alunos, para financiar pesquisas ou investimentos de longo prazo. 

O membros do Conselho Universitário da UFC decidiram entre duas propostas. Uma delas propunha acompanhar a posição tomada por representantes de servidores docentes, técnico-administrativos e de estudantes em assembleia-geral realizada na última quinta-feira (8). Na ocasião, os representantes votaram, por unanimidade, pela rejeição ao Future-se. Na sessão do CONSUNI, o presidente do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Ceará (ADUFC-Sindicato), Bruno Rocha, apresentou o resultado da assembleia conjunta.

Esta proposta obteve 21 votos no Conselho, contra 8 votos de outra que sugeria adiar para o dia 6 de setembro a decisão no CONSUNI.

Após a decisão do CONSUNI, o reitor Henry Campos leu a "Declaração dos reitores das instituições federais de ensino superior do Ceará",  sobre o citado programa federal.

Conheça a TV 247

Mais de Nordeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247