Vacina Sputnik V chega ao Brasil no início de julho, diz governador do Ceará

Em março, o governo do Ceará assinou contrato para a compra direta da vacina russa Sputnik V. A previsão era adquirir 5,87 milhões de doses. Após a aprovação da Anvisa, o Ceará deve receber 183 mil doses inicialmente

(Foto: Sputnik/Mikhail Allaeddin)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - As primeiras doses da vacina russa Sputnik V contra a Covid-19 vão chegar ao Brasil no início de julho, informou o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), após reunião nesta terça-feira (15) com representantes do Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo).

Nas redes sociais, Camilo Santana comentou sobre a reunião com representantes do RFPI, que contou ainda com a participação de outros governadores do Nordeste. Santana afirmou que não vai descansar "um minuto até que todos os cearenses sejam vacinados". 

Os governadores da região fizeram acordo para a compra de 30 milhões de doses da vacina russa, no entanto, os estados não poderão importar essa quantidade, uma vez que o uso da Sputnik V foi liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) com restrições. O Ceará deve receber 183 mil doses inicialmente.

PUBLICIDADE

Importação emergencial

Após a Anvisa ter recomendado a importação excepcional e temporária da vacina russa Sputnik V para o Consórcio Nordeste, o Distrito Federal e os estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Tocantins e Rondônia pediram à agência que a autorização dada seja estendida ao grupo.

A Sputnik V já foi aprovada em 66 países, ocupando a segunda posição mundial em aprovações de reguladores estatais. A vacina russa tem uma eficácia de 97,6%, baseando-se na análise dos dados de 3,8 milhões de russos vacinados, de acordo com o RFPI e o Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya.

PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email