Vice da Câmara abandona Cunha e Temer e anuncia voto pró-democracia

Deputado Waldir Maranhão (PP-MA), 1º vice-presidente da Câmara, anunciou nesta sexta-feira 15 que mudou de opinião e votará contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff no domingo, 17; "Eu e mais 12 deputados do PP vamos votar a favor da democracia e contra o golpe", afirmou Maranhão ao Broadcast Político; Maranhão disse não estar preocupado com a promessa de punição do PP aos parlamentares que não acompanharem a maioria do partido; "Isso depois a gente resolve"

Deputado Waldir Maranhão (PP-MA), 1º vice-presidente da Câmara, anunciou nesta sexta-feira 15 que mudou de opinião e votará contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff no domingo, 17; "Eu e mais 12 deputados do PP vamos votar a favor da democracia e contra o golpe", afirmou Maranhão ao Broadcast Político; Maranhão disse não estar preocupado com a promessa de punição do PP aos parlamentares que não acompanharem a maioria do partido; "Isso depois a gente resolve"
Deputado Waldir Maranhão (PP-MA), 1º vice-presidente da Câmara, anunciou nesta sexta-feira 15 que mudou de opinião e votará contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff no domingo, 17; "Eu e mais 12 deputados do PP vamos votar a favor da democracia e contra o golpe", afirmou Maranhão ao Broadcast Político; Maranhão disse não estar preocupado com a promessa de punição do PP aos parlamentares que não acompanharem a maioria do partido; "Isso depois a gente resolve" (Foto: Aquiles Lins)

Maranhão 247 - O deputado Waldir Maranhão (PP-MA), 1º vice-presidente da Câmara dos Deputados e então aliado de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu mudar sua opinião anunciou que votará contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff no próximo domingo, 17.

"Eu e mais 12 deputados do PP vamos votar a favor da democracia e contra o golpe", afirmou Maranhão, sem nomear os outros parlamentares de seu partido que também votarão contra o impeachment.

Segundo o Broadcast Político, o deputado mudou de voto para se opor ao grupo do ex-presidente da República José Sarney (PMDB), que tem sinalizado apoiar o impeachment. 

Waldir Maranhão disse ainda não estar preocupado, neste momento, com a promessa de punição do PP aos parlamentares que não acompanharem a maioria do partido. A executiva nacional da sigla está reunida nesta tarde para fechar questão a favor do impeachment de Dilma. "Isso depois a gente resolve", afirmou Maranhão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247