Vice eleito quer que prefeito ganhe mais do que o governador

Projeto de lei do vereador Stélio Cordeiro (PSDB) propõe aumento nos salários de prefeito, vice-prefeito, secretários e sub secretário em percentuais que variam de 70% a 250%; ele foi eleito vice, no município de Pinheiro, na chapa de Luciano Genésio (PP); caso aprovado, a partir de janeiro o salário dele passa de R$ 5.632,00 para R$ 14.187,00; o do prefeito pula de R$ 13.180,00 para R$ 20.807,60 e será o gestor mais bem pago do Maranhão, com rendimento superior ao do governador

Projeto de lei do vereador Stélio Cordeiro (PSDB) propõe aumento nos salários de prefeito, vice-prefeito, secretários e sub secretário em percentuais que variam de 70% a 250%; ele foi eleito vice, no município de Pinheiro, na chapa de Luciano Genésio (PP); caso aprovado, a partir de janeiro o salário dele passa de R$ 5.632,00 para R$ 14.187,00; o do prefeito pula de R$ 13.180,00 para R$ 20.807,60 e será o gestor mais bem pago do Maranhão, com rendimento superior ao do governador
Projeto de lei do vereador Stélio Cordeiro (PSDB) propõe aumento nos salários de prefeito, vice-prefeito, secretários e sub secretário em percentuais que variam de 70% a 250%; ele foi eleito vice, no município de Pinheiro, na chapa de Luciano Genésio (PP); caso aprovado, a partir de janeiro o salário dele passa de R$ 5.632,00 para R$ 14.187,00; o do prefeito pula de R$ 13.180,00 para R$ 20.807,60 e será o gestor mais bem pago do Maranhão, com rendimento superior ao do governador (Foto: Voney Malta)

Por Leandro Miranda/Marrapa.com - Em um período de recessão onde todos os municípios do Maranhão sentem a crise econômica e a diminuição na arrecadação e transferências constitucionais, em Pinheiro o vereador Stélio Cordeiro (PSDB) propôs em forma de projeto de lei aumento nos salários de prefeito, vice-prefeito, secretários e sub secretários. Os aumentos variam entre 70% e 250%.

Stélio é o vice-prefeito eleito na chapa do próximo gestor, Luciano Genésio (PP). A medida tem interesse direto e passou a tramitar na casa legislativa do município nesta quarta-feira (16) as escondidas, para evitar manifestações da população diante da imoralidade proposta pelo parlamentar. O caso só veio à tona, denunciado pelo vereador, Augusto Vinicius (PV) nas redes sociais.

Pela proposta do tucano, a partir de janeiro de 2017 o salário do prefeito passa de R$ 13.180,00 para R$ 20.807,60; do vice-prefeito de R$ 5.632,00 para R$ 14.187,00; secretários de R$ 4.080,00 para R$ 7.951,00 e subsecretários de R$ 2.225,00 para R$ 3.975,00.

Caso seja aprovado, Luciano Genésio passaria a ser o prefeito mais bem pago do Maranhão, com rendimento superior ao do governador, R$ 15.409,95, aprovado em 2014 pela Assembleia.

Em sua página no Facebook, depois da repercussão negativa do caso, Genésio disse ser contra o aumento. “Eu, João Luciano Silva Soares, Prefeito Eleito da Cidade de Pinheiro-MA para o exercício 2017-2020, venho publicamente afirmar que sou contra o reajuste salarial que é legal, porém, não é moral, tendo em vista a grave crise financeira que vem assolando os municípios e o país”.

A dúvida é, porque Genésio não se pronunciou antes ou orientou o vice a não propor o aumento imoral?.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247