Zé Reinaldo: “eu tô fora do PSB, tô saindo”

Depois de passar três anos com Roberto Rocha, seu declarado desafeto dentro do PSB, finalmente, quando o senador perde força na legenda, o deputado federal Zé Reinaldo anuncia de vez sua desfiliação; parlamentar vai para o DEM; o PSB era seu reduto e comandava a maior parte das decisões socialistas ao lado do sobrinho Marcelo Tavares e do prefeito Luciano Leitoa

Depois de passar três anos com Roberto Rocha, seu declarado desafeto dentro do PSB, finalmente, quando o senador perde força na legenda, o deputado federal Zé Reinaldo anuncia de vez sua desfiliação; parlamentar vai para o DEM; o PSB era seu reduto e comandava a maior parte das decisões socialistas ao lado do sobrinho Marcelo Tavares e do prefeito Luciano Leitoa
Depois de passar três anos com Roberto Rocha, seu declarado desafeto dentro do PSB, finalmente, quando o senador perde força na legenda, o deputado federal Zé Reinaldo anuncia de vez sua desfiliação; parlamentar vai para o DEM; o PSB era seu reduto e comandava a maior parte das decisões socialistas ao lado do sobrinho Marcelo Tavares e do prefeito Luciano Leitoa (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Blog Marrapá - Depois de passar três anos com Roberto Rocha, seu declarado desafeto dentro do PSB, finalmente, quando o senador perde força na legenda, o deputado federal Zé Reinaldo anuncia de vez sua desfiliação.

O parlamentar vai para o DEM, como o blog já anunciou faz tempo. O PSB era seu reduto e comandava a maior parte das decisões socialistas ao lado do sobrinho Marcelo Tavares e do prefeito Luciano Leitoa. Quando Roberto Rocha entrou na sigla pulou etapas, sendo o candidato ao Senado do PSB em 2014, aproveitando de sua relação com a executiva nacional para tomar decisões de cunho pessoal e atropelar o arquirrival. Zé Reinaldo disse várias vezes que não havia espaço para os dois no mesmo partido.

Perguntado nesta terça-feira, 18, se estava trocando o PSB pelo DEM, respondeu: “eu tô fora do PSB, tô saindo”. O deputado disse que não se identifica mais com a legenda, que fechou questão contra as reformas. “Eles decidiram isso sem discutir nada com os deputados. E abriram processo contra quem votou diferente (na reforma trabalhista).”

Nessa queda de braço não houve vitoriosos e no fim, Zé Reinaldo e Roberto Rocha devem acabarão tendo o mesmo destino.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247