Acidente de trem: supervia distribui 100 mil bilhetes para passageiros no Rio

A Supervia, empresa responsável pelo serviço de trens no Rio, distribuiu 100 mil bilhetes nas 15 estações do Ramal Japeri, entre Paracambi, na Baixada Fluminense, e Ricardo de Albuquerque, na zona norte do Rio; a distribuição, que levou cerca de duas horas, foi feita em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado no dia 7 de janeiro pela Defensoria Pública do Estado do Rio, a Supervia e a Secretaria de Estado de Transportes

A Supervia, empresa responsável pelo serviço de trens no Rio, distribuiu 100 mil bilhetes nas 15 estações do Ramal Japeri, entre Paracambi, na Baixada Fluminense, e Ricardo de Albuquerque, na zona norte do Rio; a distribuição, que levou cerca de duas horas, foi feita em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado no dia 7 de janeiro pela Defensoria Pública do Estado do Rio, a Supervia e a Secretaria de Estado de Transportes
A Supervia, empresa responsável pelo serviço de trens no Rio, distribuiu 100 mil bilhetes nas 15 estações do Ramal Japeri, entre Paracambi, na Baixada Fluminense, e Ricardo de Albuquerque, na zona norte do Rio; a distribuição, que levou cerca de duas horas, foi feita em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado no dia 7 de janeiro pela Defensoria Pública do Estado do Rio, a Supervia e a Secretaria de Estado de Transportes (Foto: Leonardo Lucena)

Da Agência Brasil

A Supervia, empresa responsável pelo serviço de trens no Rio, distribuiu na manhã de hoje (4), 100 mil bilhetes nas 15 estações do Ramal Japeri, entre Paracambi, na Baixada Fluminense, e Ricardo de Albuquerque, na zona norte do Rio. A distribuição, que levou cerca de duas horas, foi feita em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado no dia 7 de janeiro pela Defensoria Pública do Estado do Rio, a Supervia e a Secretaria de Estado de Transportes.

A distribuição dos bilhetes faz parte do acordo por dano moral coletivo do choque entre dois trens na Estação Juscelino, em Mesquita, na Baixada Fluminense, no dia 5 de janeiro deste ano. O acidente deixou, na época, cerca de 150 pessoas feridas. De acordo com a Defensoria Pública, até o momento aproximadamente 100 pessoas foram indenizadas. O restante não foi requisitado ou ainda está em andamento.

Hoje um banner foi colocado nas estações para informar sobre a distribuição. Os usuários também receberam atendimento e puderam retirar dois bilhetes, referentes à ida e à volta. Em nota, a Supervia informou que a empresa também passa por um processo de transformação para recuperar, no menor tempo possível, um “abandono de quatro décadas sofrido pelo sistema ferroviário fluminense”,  evitando novos acidentes.

“Desde 2011, quando a atual gestão assumiu a administração da concessionária, a parceria do governo do Estado com a SuperVia tem sido fundamental para o investimento de R$ 3,3 bilhões na revitalização de todo o sistema. Os investimentos contemplam modernização de toda a infraestrutura [rede aérea, trilhos, dormentes, equipamentos de via e telecomunicação], renovação da frota, reforma de estações, entre outras melhorias”, disse a empresa na nota.

A Supervia recebeu a concessão do governo do Estado em 1998, válida por um período de 25 anos. Em 2011, o contrato foi prorrogado por mais 25 anos, sendo válido até 2048, para operação comercial e manutenção da malha ferroviária da região metropolitana e da capital do Rio. Os trens transportam em média 620 mil pessoas por dia, por uma malha de 270 quilômetros e 102 estações.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247