Agência Fitch rebaixa a nota do estado do Rio

A agência de classificação de risco Fitch rebaixou, de novo, a nota de crédito nacional do estado do Rio de Janeiro a longo prazo, que é a capacidade de o estado quitar as dívidas com prazo de pagamento de mais de um ano; o Rio passou de A- para BB-, considerado mau pagador. Em maio, a nota de crédito nacional já tinha sido rebaixada de A para A-; segundo a Fitch, por causa das obras para a Copa do Mundo e da Olimpíada, o estado assumiu muitos contratos de crédito a longo prazo

A agência de classificação de risco Fitch rebaixou, de novo, a nota de crédito nacional do estado do Rio de Janeiro a longo prazo, que é a capacidade de o estado quitar as dívidas com prazo de pagamento de mais de um ano; o Rio passou de A- para BB-, considerado mau pagador. Em maio, a nota de crédito nacional já tinha sido rebaixada de A para A-; segundo a Fitch, por causa das obras para a Copa do Mundo e da Olimpíada, o estado assumiu muitos contratos de crédito a longo prazo
A agência de classificação de risco Fitch rebaixou, de novo, a nota de crédito nacional do estado do Rio de Janeiro a longo prazo, que é a capacidade de o estado quitar as dívidas com prazo de pagamento de mais de um ano; o Rio passou de A- para BB-, considerado mau pagador. Em maio, a nota de crédito nacional já tinha sido rebaixada de A para A-; segundo a Fitch, por causa das obras para a Copa do Mundo e da Olimpíada, o estado assumiu muitos contratos de crédito a longo prazo (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - A agência de classificação de risco Fitch rebaixou, de novo, a nota de crédito nacional do estado do Rio de Janeiro a longo prazo, que é a capacidade de o estado quitar as dívidas com prazo de pagamento de mais de um ano. O Rio passou de A- para BB-, considerado mau pagador. Em maio, a nota de crédito nacional já tinha sido rebaixada de A para A-.

Segundo a Fitch, por causa das obras para a Copa do Mundo e da Olimpíada, o estado assumiu muitos contratos de crédito a longo prazo. E afirmou também que os gastos do Rio com pessoal devem passar dos 52% da receita registrados em 2015 para 58% em 2018.

Agência informou, no entanto, que não pretende rebaixar, futuramente, a nota do estado para B-, porque quase toda a dívida é garantida por verbas do governo federal.

A nota de crédito internacional, que avalia a dívida do país em moeda estrangeira, também foi rebaixada. O estado passou de BBB- para B+. De acordo com o executivo, o rebaixamento já era esperado por conta da crise.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247