Agressor diz que espancou Moïse porque ele estava “perturbando”

Aleson Cristiano de Oliveira, que trabalha no quiosque ao lado de onde ocorreu o crime, disse ainda que as agressões aconteceram para “extravasar a raiva”

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


Metrópoles - Os presos pela morte do congolês Moïse Kabagambe, de 24 anos, disseram em depoimento à Polícia do Rio que não tinha a intenção de matar a vítima. Segundo um deles, a vítima estaria “perturbando” no dia. O jovem imigrante foi espancado até a morte, de forma brutal, no último dia 24/1, no Quiosque Tropicália, na Barra da Tijuca, e levou, ao menos, 30 golpes entre pauladas e bastões.

Um dos presos, Aleson Cristiano de Oliveira, de 27 anos, que trabalha como cozinheiro no quiosque Biruta, ao lado do quiosque onde ocorreu o crime, afirmou que as agressões contra o congolês aconteceram para “extravasar a raiva”, pois o jovem estaria “perturbando há alguns dias”. O homem é um dos agressores que atingiu Moise com um bastão.

O RJ2e o G1 tiveram acesso aos depoimentos dos presos pelo assassinato. Na ocasião, Aleson também afirmou que o imigrante teria saído recentemente do Tropicália e foi trabalhar no Biruta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia a reportagem completa no Metrópoles.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email