Alerj aprova projeto base que autoriza venda da Cedae

Apesar dos protestos de servidores, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, no final da manhã desta segunda-feira, o texto-base enviado pelo governo do estado do Rio de Janeiro, propondo a privatização da Companha Estadual de Água e Esgoto (Cedae); a proposta recebeu 41 votos favoráveis e 28 contrários; os deputados da base do governo, que são maioria, derrubaram hoje as 211 emendas apresentadas ao longo de duas semanas de debate, por meio do Colégio de Líderes; expectativa é que ao longo da tarde sejam lidas até 20 emendas, apresentadas pelos partidos como destaques

Apesar dos protestos de servidores, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, no final da manhã desta segunda-feira, o texto-base enviado pelo governo do estado do Rio de Janeiro, propondo a privatização da Companha Estadual de Água e Esgoto (Cedae); a proposta recebeu 41 votos favoráveis e 28 contrários; os deputados da base do governo, que são maioria, derrubaram hoje as 211 emendas apresentadas ao longo de duas semanas de debate, por meio do Colégio de Líderes; expectativa é que ao longo da tarde sejam lidas até 20 emendas, apresentadas pelos partidos como destaques
Apesar dos protestos de servidores, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, no final da manhã desta segunda-feira, o texto-base enviado pelo governo do estado do Rio de Janeiro, propondo a privatização da Companha Estadual de Água e Esgoto (Cedae); a proposta recebeu 41 votos favoráveis e 28 contrários; os deputados da base do governo, que são maioria, derrubaram hoje as 211 emendas apresentadas ao longo de duas semanas de debate, por meio do Colégio de Líderes; expectativa é que ao longo da tarde sejam lidas até 20 emendas, apresentadas pelos partidos como destaques (Foto: José Barbacena)

Agência Brasil - A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) acaba de aprovar o texto-base enviado pelo governo do estado do Rio de Janeiro, propondo a privatização da Companha Estadual de Água e Esgoto (Cedae). A proposta recebeu 41 votos favoráveis e 28 contrários.

Os deputados da base do governo, que são maioria, derrubaram hoje as 211 emendas apresentadas ao longo de duas semanas de debate, por meio do Colégio de Líderes. A expectativa é que ao longo da tarde sejam lidas até 20 emendas, apresentadas pelos partidos como destaques.

Durante a votação nominal, os deputados governistas afirmaram que a medida era fundamental para conseguir o alívio nas contas e conseguir pagar os servidores. A privatização da Cedae, apesar de controversa, é uma das contrapartidas exigidas pelo governo federal para aprovação do socorro às finanças do Rio e a suspensão do pagamento da dívida com a União.

Para a oposição, no entanto, que conseguiu aglutinar PSOL, PCdoB, PSDB e DEM, a medida é extrema e não diminuirá a dívida ativa do governo do estado.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247