Alunos e professores do Cefet-RJ fazem protesto contra interventor bolsonarista

Uma barreira humana formada por alunos e professores do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) do Rio foi formada com o objetivo de ocupar a sala da direção geral da instituição. O ato é em protesto contra a nomeação de Maurício Aires Vieira, para ocupar o cargo de Diretor-Geral no Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet)

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Forum - Uma barreira humana formada por alunos e professores do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) do Rio de Janeiro foi formada na manhã desta segunda-feira (19), com o objetivo de ocupar a sala da direção geral da instituição. O ato é em protesto contra a nomeação de Maurício Aires Vieira, para ocupar o cargo de Diretor-Geral no Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet).

Vieira é assessor de Abraham Weintraub, ministro de Jair Bolsonaro, em uma clara manobra intervencionista. A indicação foge ao padrão da instituição, que escolhe seus diretores por meio de debate e eleição interna. “Estamos todos na sala da direção geral. Nosso diretor, Mauricio Motta, eleito por nós, vai entregar o cargo e o interventor está chegando. Está bem tumultuado. É bonito ver a reação, mas ao mesmo tempo muito triste ver essa situação”, conta à Fórum a coordenadora de física do Centro Federal, Elika Takimoto.

Leia na Revista Forum 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email