Apesar de aumento de casos de Covid-19, governador do Rio diz que não pretende retomar isolamento social

Cláudio Castro disse que o final do ano é muito importante e, por isso, procura “ter um grau de responsabilidade enorme, e não podemos fazer um alarde sem a certeza de que é uma segunda onda”

Cláudio Castro
Cláudio Castro (Foto: Carlos Magno)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Aliado de Jair Bolsonaro no governo do Rio de Janeiro após Wilson Witzel ser afastado do cargo, o governador Cláudio Castro não pretende reverter a flexibilização das medidas de isolamento social, apesar do aumento nos casos e mortes em decorrência da Covid-19 nas últimas semanas.

Ele disse, porém, que terá como prioridade a abertura de leitos nos hospitais e a testagem em massa. “A situação não é tranquila. Já aumentamos 214 leitos de CTI e em até 48 horas vamos anunciar postos de diagnóstico precoce, com exame por PCR e por imagem”, disse em coletiva de imprensa.

“Faremos um grande programa de testagem, com o auxílio dos municípios e do governo federal”, acrescentou.

“Sabemos que o fim de ano é importantíssimo para a economia. Procuramos ter um grau de responsabilidade enorme, e não podemos fazer um alarde sem a certeza de que é uma segunda onda”, disse Castro.

Segundo ele, o aumento nos casos de Covid-19 foi por conta da campanha eleitoral. "Não temos dúvidas que as eleições atrapalharam. Teve muita aglomeração nas eleições", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247