Após assassinato de Ágatha, Witzel retira bônus para policiais que matarem menos

Em meio à comoção gerada pelo assassinato de Ághata Félix, baleada nas costas durante uma incursão policial no Complexo do Alemão, o governador Wilson Witzel retirou o item sobre a redução da letalidade policial do sistema que determina os bônus pagos a policiais militares. Com isso, os policiais não receberão mais incentivos para reduzirem os índices de mortes durante as operações

Pronunciamento do governador Wilson Witzel e secretários de Estado, no Palácio Guanabara, sobre a morte da menina Ágatha Félix durante ação da Polícia Militar no complexo de favelas do Alemão.
Pronunciamento do governador Wilson Witzel e secretários de Estado, no Palácio Guanabara, sobre a morte da menina Ágatha Félix durante ação da Polícia Militar no complexo de favelas do Alemão. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em meio à comoção gerada pelo assassinato de Ághata Félix, baleada nas costas durante uma incursão policial no Complexo do Alemão, o governador Wilson Witzel retirou do Sistema de Integrado de Metas o item sobre a redução da letalidade policial que determina os bônus pagos a policiais militares. Com isso, os policiais não receberão mais incentivos para reduzirem estes índices durante as operações. 

O índice de bonificação foi criado em 2009 pelo então secretário de Segurança José Maria Beltrame. O sistema, destaca o blog do jornalista Guilherme Amado, previa a redução dos crimes violentos de homicídio doloso, latrocínios, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenções policiais. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email