Às vésperas do Dia da Consciência Negra, homens são indiciados por intolerância religiosa e racismo

A Polícia Civil indiciou cinco homens por intolerância religiosa e racismo no município do Rio. Elas teriam tentado impedir a realização de uma missa afro na zona sul da capital

Fotografia da decoração na igreja em novembro de 2019
Fotografia da decoração na igreja em novembro de 2019 (Foto: Reprodução/TV Globo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Às vésperas do Dia da Consciência Negra (20/11), a Polícia Civil indiciou cinco homens por intolerância religiosa e racismo no município do Rio. Elas teriam tentado impedir a realização de uma missa afro em uma igreja na Glória, na Zona Sul do Rio, em 20 de novembro do ano passado.

O padre conseguiu celebrar a missa afro, mas os integrantes continuaram no local e fizeram orações em voz alta, com o objetivo de atrapalhar. Os relatos foram publicados em reportagem do portal G1

De acordo com a delegada Márcia Noeli, "após as investigações, ouvidas tanto as vítimas como as testemunhas e o autor, decidimos indiciar os autores desses crimes, que é ultraje ao culto, bem como a intolerância tanto racial como a intolerância religiosa, porque temos que dar um basta a questão da intolerância e a questão do preconceito racial".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247