‘Atônito’, diz Doria após assistir a reunião ministerial de Bolsonaro

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), respondeu às ofensas ditas por Jair Bolsonaro na reunião ministerial que pode derrubar o governo. Ele disse: “ataques (...) demonstram descaso com a democracia, desprezo pela nação e agressões à institucionalidade da Presidência da República"

João Doria e Jair Bolsonaro
João Doria e Jair Bolsonaro (Foto: GOVSP | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - João Doria, governador de São Paulo e ex-aliado de Bolsonaro, reagiu com indignação ao vídeo da reunião ministerial divulgado pelo STF após determinação judicial. Doria afirmou: “O Brasil está atônito com o nível da reunião ministerial. Palavrões, ofensas e ataques a governadores, prefeitos, parlamentares e ministros do Supremo”

A reportagem do portal Uol destaca que “no encontro, Bolsonaro se refere aos governadores João Doria e Wilson Witzel (PSC), do Rio de Janeiro, como "bosta" e "estrume", respectivamente. Os xingamentos aparecem no vídeo que teve sigilo retirado hoje pelo ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), relator de inquérito que apura suposta interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.”

Doria disse: “o Brasil está atônito com o nível da reunião ministerial. Palavrões, ofensas e ataques a governadores, prefeitos, parlamentares e ministros do Supremo, demonstram descaso com a democracia, desprezo pela nação e agressões à institucionalidade da Presidência da República", disse ele. "Lamentável exemplo em meio a maior crise de saúde da história do país e diante de milhares de vítimas.”

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247