Aumento de tarifa de barcas gera protestos

Com cartazes e apitos, manifestantes criticam o governo por ter autorizado o reajuste de R$ 2,80 para R$ 4,50 empresa Barcas S/A, que opera a travessia Rio-Niteri; vdeo que circula na internet mostra professor afirmando ter sido intimado pela Justia por conta dos protestos; assista

247, com Agência Estado - Cerca de 300 pessoas fazem manifestação em frente à estação das Barcas no município de Niterói para protestar contra o aumento de 61% da tarifa - de R$ 2,80 para R$ 4,50, na manhã desta quinta-feira. Com bandeiras, cartazes e apitos os manifestantes criticam o governo do Estado por ter autorizado o reajuste à empresa Barcas S/A, que opera a travessia Rio-Niterói.

A praça do Araribóia está policiada desde cedo por homens do Batalhão de Choque e Polícia Militar. O movimento é pacífico. Mais cedo, um oficial de justiça entregou uma liminar citando o PSOL e um professor estadual Henrique Santos Monnerat para que "se abstenham da prática de qualquer ato de ameaça de posse, turbação, ou esbulho", sob pena de pagamento de multa de R$ 5 milhões.

Henrique postou um vídeo na internet em que protestava contra o aumento e foi intimado a depor. A liminar foi pedida pela empresa Barcas S/A. Há pouco, por volta das oito horas, um grupo se aproximou das catracas, mas não houve invasão.

Um vídeo que circula pela internet mostra a declaração de um professor do Estado no Rio, que afirma ter sido intimado pela Justiça por conta dos protestos. Assista:

 

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247