Beija-Flor repetiu a narrativa da Globo

A Beija-Flor é a escola preferida da Globo para este Carnaval, pois ela apresentou na Sapucaí a mesma narrativa da emissora acerca das chagas que castigam o país do golpe de Estado, escreve o jornalista Esmael Morais; foram trabalhadas as marcas "corrupção", "violência", "desigualdade social" e "intolerância", que fazem o Brasil monstruoso — um 'Frankenstein' –, portanto "genérico" tal qual foi a apresentação da Beija-Flor

A Beija-Flor é a escola preferida da Globo para este Carnaval, pois ela apresentou na Sapucaí a mesma narrativa da emissora acerca das chagas que castigam o país do golpe de Estado, escreve o jornalista Esmael Morais; foram trabalhadas as marcas "corrupção", "violência", "desigualdade social" e "intolerância", que fazem o Brasil monstruoso — um 'Frankenstein' –, portanto "genérico" tal qual foi a apresentação da Beija-Flor
A Beija-Flor é a escola preferida da Globo para este Carnaval, pois ela apresentou na Sapucaí a mesma narrativa da emissora acerca das chagas que castigam o país do golpe de Estado, escreve o jornalista Esmael Morais; foram trabalhadas as marcas "corrupção", "violência", "desigualdade social" e "intolerância", que fazem o Brasil monstruoso — um 'Frankenstein' –, portanto "genérico" tal qual foi a apresentação da Beija-Flor (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Esmael Morais - A Beija-Flor é a escola preferida da Globo para este Carnaval, pois ela apresentou na Sapucaí a mesma narrativa da emissora acerca das chagas que castigam o país do golpe de Estado.

A escola de Nilópolis trabalhou na Avenida as marcações "corrupção", "violência", "desigualdade social" e "intolerância" que fazem o Brasil monstruoso — um 'Frankenstein' –, portanto "genérico" tal qual foi a apresentação da Beija-Flor.

Ao abordar os fetiches da Globo e dos fantoches — detonados na noite anterior de desfiles — a Beija-Flor tentou jogar para o senso comum o seu samba-enredo. Afinal, quem em sã consciência seria a favor da corrupção?

Pareceu que Beija-Flor deu "Crt C + Crt V" (copiou) as pautas diárias da TV Globo.

A Paraíso do Tuiuti que desfilou domingo na Sapucaí foi mais completa porque meteu o dedo no golpe, denunciou a escravidão com a reforma trabalhista e apontou Michel Temer como o Vampirão Neoliberal.

Palpite do Blog do Esmael: "Vai dar PT" no Carnaval do Rio, apesar da torcida contrária da emissora dos Marinho.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247