Beltrame culpa a falta de recursos pelo aumento da violência

Após uma década à frente da Secretaria de Segurança Pública do Rio, período no qual a pasta teve orçamento recorde, José Mariano Beltrame disse que a falta de verbas teria colaborado para o cenário de violência, que resultou no cenário de guerra na comunidade da Rocinha, zona sul do município do Rio; "Não se faz segurança pública sem dinheiro", afirmou o ex-secretário

O secretário de Segurança Pública do estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, durante reunião com o ministro José Eduardo Cardozo (Elza Fiuza/ Agência Brasil)
O secretário de Segurança Pública do estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, durante reunião com o ministro José Eduardo Cardozo (Elza Fiuza/ Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - Após uma década à frente da Secretaria de Segurança Pública do Rio, período no qual a pasta teve orçamento recorde, José Mariano Beltrame disse que a falta de verbas teria colaborado para o cenário de violência, que resultou no cenário de guerra na comunidade da Rocinha, zona sul do município do Rio. "Não se faz segurança pública sem dinheiro", afirmou o ex-secretário, substituído em outubro do ano passado por Roberto Sá.

De 2007, primeiro ano de Beltrame na pasta, até 2015, os orçamentos das polícias militar e civil, e da própria secretaria, somados, aumentaram 215,6%. Foram desembolsados quase R$ 35 bilhões nessas áreas ao longo de nove anos e meio, até junho do ano passado. A entrevista foi concedida ao Valor (veja aqui).

Sucessor de Beltrame, Roberto Sá minimizou o episódio a fuga de criminosos da Rocinha. "A prova de que estamos atentos, mesmo com recursos limitados, é que com 43 milhões de metros quadrados eles conseguiram, um ou outro, uma fuga pela mata, mas a PM, atenta, efetuou as prisões na Tijuca".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247