Bolsonaristas tentam incendiar DCE da UFF durante ato em homenagem a Fernando Santa Cruz

O vereador de Niterói Paulo Eduardo Gomes (PSOL) denunciou que supostos “vândalos da extrema-direita” colocaram fogo nas esculturas em frente do prédio do DCE da Universidade Federal Fluminense (UFF), no Rio, durante ato em homenagem a Fernando Santa Cruz, pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, atacado por Bolsonaro e com o pai assassinado pela ditadura

247, com Revista Forum - O vereador de Niterói (RJ), Paulo Eduardo Gomes (PSol), publicou em sua página no Facebook um relato afirmando que supostos “vândalos da extrema-direita” começaram a colocar fogo nas esculturas que ficam localizadas na frente do prédio do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal Fluminense (UFF), no Rio de Janeiro, durante ato de ex-estudantes em homenagem a Fernando Santa Cruz, pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz.

“A professora Dora Santa Cruz, irmã de Fernando e tia do atual Presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz, estava presente ao evento recebendo a homenagem quando supostamente vândalos de extrema direita começaram a colocar fogo nas esculturas que ficam localizadas na frente do prédio. A fumaça se espalhou por todo o prédio, que precisou ser parcialmente evacuado”, descreveu o vereador.

Em junho, Bolsonaro atacou o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, pela atuação na investigação do caso de Adélio Bispo, autor do ferimento a faca que sofreu no período eleitoral, e disse que, “se a OAB quiser”, pode explicar como “o pai dele desapareceu no período militar”. 

"Por que a OAB impediu que a Polícia Federal entrasse no telefone de um dos caríssimos advogados? Qual a intenção da OAB? Quem é essa OAB? Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, conto pra ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele. Não é minha versão. É que a minha vivência me fez chegar nas conclusões naquele momento. O pai dele integrou a Ação Popular, o grupo mais sanguinário e violento da guerrilha lá de Pernambuco e veio desaparecer no Rio de Janeiro", afirmou. Com sua declaração, ele sinalizou, mais uma vez, que está disposto a implantar uma ditadura fascista no Brasil (veja aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247