Bolsonaro: 'STF julga caso Renan para impedir minha candidatura em 2018'

Para o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), o Supremo Tribunal Federal está julgando o caso do senador Renan Calheiros e decidindo se um réu pode ou não ocupar a linha sucessória ou a própria presidência da República para impedir sua candidatura ao Palácio do Planalto em 2018; "Essa decisão do Supremo Tribunal Federal em tirar o Renan Calheiros da presidência do Senado, por ele estar na linha sucessória presidencial, pode me atingir em 2018. Até alguns falam que esse seria, talvez, um dos objetivos", diz o parlamentar; assista

Sal�o Verde
Entrevista
Dep. Jair Bolsonaro fala sobre comissao da verdade

05.05.2010
Sal�o Verde Entrevista Dep. Jair Bolsonaro fala sobre comissao da verdade 05.05.2010 (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Infomoney - O STF (Supremo Tribunal Federal) está julgando o caso do senador Renan Calheiros e decidindo se um réu pode ou não ocupar a linha sucessória ou a própria presidência da República com o objetivo de impedir que Jair Bolsonaro (PSC-RJ) se candidate ao Palácio do Planalto em 2018. Esta é a opinião do deputado fluminense sobre o julgamento da Corte nesta quarta-feira (7).

"Essa decisão do Supremo Tribunal Federal em tirar o Renan Calheiros da presidência do Senado, por ele estar na linha sucessória presidencial, pode me atingir em 2018. Até alguns falam que esse seria, talvez, um dos objetivos", diz o parlamentar.

Assista ao vídeo: 

 

 

A preocupação de Bolsonaro tem um motivo: ele se tornou réu no STF em 21 de junho, acusado de incitação ao estupro. Durante uma discussão ríspida com a também deputada Maria do Rosário (PT-RS), o parlamentar afirmou que não a estupraria porque "ela não merece".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247