Cabral avisa PMDB que deixará cargo em janeiro

Prazo legal para deixar o cargo e se lançar como candidato ao Senado seria abril. Ou seja, na prática, governador do Rio abrirá mão de quatro meses de mandato para tentar salvar a candidatura de seu vice, Pezão. Peemedebista foi fortemente abalado pela onda de manifestações de rua que pedem o seu impeachment

07/02/2012; Rio de Janeiro; Governador Sérgio Cabral, Vice Governador Luiz Fernando Pezão e o presidente da NEOBUS, Edson Tomiello no Anúncio da instalação da nova unidade fabril da NEOBUS no município de Três Rios, no Estado do Rio de Janeiro; Fotos: Mar
07/02/2012; Rio de Janeiro; Governador Sérgio Cabral, Vice Governador Luiz Fernando Pezão e o presidente da NEOBUS, Edson Tomiello no Anúncio da instalação da nova unidade fabril da NEOBUS no município de Três Rios, no Estado do Rio de Janeiro; Fotos: Mar (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Pressionado pela opinião pública, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), informou à cúpula do seu partido que deixará o cargo em janeiro de 2014, um ano antes do término do seu mandato.

Ele alegou que a estratégia visa elevar o grau de exposição do vice-governador Luiz Fernando ‘Pezão’ de Souza, candidato à sua sucessão. Dilma Rousseff também foi informada.

O prazo legal para deixar o cargo e se lançar como candidato ao Senado seria abril. Ou seja, na prática, Cabral abrirá mão de quatro meses de mandato, fortemente abalado por manifestações de rua que pedem o seu impeachment.

Na semana passada, a jornalista Tereza Cruvinel, uma das principais colunistas políticas do País, disse que essa seria a melhor saída para um político nocauteado, que precisa tentar salvar a candidatura de seu vice.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email