Cabral pede novo depoimento para confessar propina por Rio-2016

O ex-governador Sérgio Cabral (MDB) prestará um novo depoimento na ação penal que apura o pagamento de propina a membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) para a escolha do Rio como sede da Olimpíada de 2016. Cabral é acusado de ter pago US$ 2 milhões ao senegalês Lamine Diack para influenciar na escolha da cidade como sede dos jogos. O interrogatório está marcado para a semana que vem

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-governador Sérgio Cabral (MDB) prestará um novo depoimento na ação penal que apura o pagamento de propina a membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) para a escolha do Rio de Janeiro como sede da Olimpíada de 2016. Cabral é acusado de ter pago US$ 2 milhões ao senegalês Lamine Diack para influenciar na escolha da cidade como sede dos jogos. O interrogatório está marcado para a semana que vem.

De acordo com defesa do emedebista, o réu pretende “identificar demais coautores e partícipes, revelar a estrutura hierárquica e divisão de tarefas” no pagamento a membros da entidade.

Também são réus no processo o ex-presidente do COB (Comitê Olímpico do Brasil) Carlos Arthur Nuzman e o ex-diretor da Rio-16 Leonardo Gryner.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247