Capitania dos Portos inicia operação no litoral do Rio

A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro abriu a Operação Verão, que vai até abril do ano que vem, com fiscalização mais intensa nas embarcações que circulam pelo litoral fluminense; a operação, em conjunto com as delegacias e agências da Costa Verde, Região dos Lagos e do norte fluminense, tem o objetivo de coibir irregularidades e evitar acidentes, comuns no verão, com o aumento do fluxo de embarcações em praias, lagoas e rios

A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro abriu a Operação Verão, que vai até abril do ano que vem, com fiscalização mais intensa nas embarcações que circulam pelo litoral fluminense; a operação, em conjunto com as delegacias e agências da Costa Verde, Região dos Lagos e do norte fluminense, tem o objetivo de coibir irregularidades e evitar acidentes, comuns no verão, com o aumento do fluxo de embarcações em praias, lagoas e rios
A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro abriu a Operação Verão, que vai até abril do ano que vem, com fiscalização mais intensa nas embarcações que circulam pelo litoral fluminense; a operação, em conjunto com as delegacias e agências da Costa Verde, Região dos Lagos e do norte fluminense, tem o objetivo de coibir irregularidades e evitar acidentes, comuns no verão, com o aumento do fluxo de embarcações em praias, lagoas e rios (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Brasil

Rio de Janeiro – A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro abriu hoje (17) a Operação Verão, que vai até abril do ano que vem, com fiscalização mais intensa nas embarcações que circulam pelo litoral fluminense. A operação, em conjunto com as delegacias e agências da Costa Verde, Região dos Lagos e do norte fluminense, tem o objetivo de coibir irregularidades e evitar acidentes, comuns no verão, com o aumento do fluxo de embarcações em praias, lagoas e rios.

Nesse período, os fiscais vão vistoriar a documentação, o material de segurança, a lotação e o estado das embarcações, além da habilitação do condutor. Quem for pego guiando motos aquáticas e pranchas motorizadas sem habilitação de motonauta ou for flagrado cometendo qualquer outra infração será notificado e autuado, podendo pagar multa e perder definitivamente a carteira.

Segundo o capitão de Portos do Rio, Fernando Cozzolino, a operação visa ainda a diminuir os riscos de acidentes para banhistas e para quem estiver a bordo de uma embarcação. "Nosso objetivo é prevenir os acidentes e salvaguardar a vida humana no mar, principalmente na orla marítima, no período de maior tráfego de embarcações esportivas e de recreio e de maior concentração de banhistas."

Ações educativas nas colônias de pescadores e entidades náuticas também fazem parte do cronograma da Capitania, para alertar sobre questões de segurança e procedimentos da navegação, que constam da Norma da Autoridade Marítima. A Capitania dos Portos fiscalizará ainda navios que trafegam pelo litoral do estado.

Além das condições dos barcos, a Marinha também vai controlar os limites impostos para navegação na linha de arrebentação das ondas, evitando, assim, riscos para os banhistas.

Na última Operação Verão, de dezembro de 2012 até março deste ano, foram apreendidas 103 embarcações. Ao todo, 11.121 barcos, motos aquáticas e pranchas motorizadas foram abordadas e 1.812 condutores foram notificados por algum tipo de irregularidade.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247