Carol Proner: “crianças? Trump prende, Temer mata”

Professora do curso de Direito da UFRJ e militante pelos Direitos Humanos, Carol Proner comparou, em uma postagem no Twitter, a política de Donald Trump contra a imigração nos Estados Unidos, que separou crianças das famílias e as colocou numa jaula, com a intervenção militar de Michel Temer, que nesta semana provocou a morte de um adolescente de 14 anos, uniformizado e a caminho da escola

Professora do curso de Direito da UFRJ e militante pelos Direitos Humanos, Carol Proner comparou, em uma postagem no Twitter, a política de Donald Trump contra a imigração nos Estados Unidos, que separou crianças das famílias e as colocou numa jaula, com a intervenção militar de Michel Temer, que nesta semana provocou a morte de um adolescente de 14 anos, uniformizado e a caminho da escola
Professora do curso de Direito da UFRJ e militante pelos Direitos Humanos, Carol Proner comparou, em uma postagem no Twitter, a política de Donald Trump contra a imigração nos Estados Unidos, que separou crianças das famílias e as colocou numa jaula, com a intervenção militar de Michel Temer, que nesta semana provocou a morte de um adolescente de 14 anos, uniformizado e a caminho da escola (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - A professora do curso de Direito da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) Carol Proner comparou, em uma postagem no Twitter, a política de Donald Trump contra a imigração nos Estados Unidos, que separou crianças das famílias e as colocou numa jaula, com a intervenção militar de Michel Temer.

Nesta semana, uma operação policial no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, provocou a morte de um adolescente de 14 anos, Marcos Vinícius, que estava uniformizado e a caminho da escola.

“Crianças? Trump prende, Temer mata”, postou a jurista, que milita pelos direitos humanos e faz parte da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247