Caso de caixa 2 de Serra prescreve nesta sexta-feira

A partir de sábado, o senador José Serra não poderá mais ser punido por possível recebimento de R$ 5 milhões de caixa 2 para sua campanha de 2014

José Serra
José Serra (Foto: Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Prescreve nesta sexta-feira (11) o suposto caso de caixa 2 do senador e ex-governador de São Paulo José Serra, o que significa que o tucano não poderá mais ser punido a partir deste sábado (12) pelo possível recebimento de R$ 5 milhões de caixa 2 para sua campanha de 2014 cedidos pelo fundador da Qualicorp, José Seripieri Filho.

A prescrição acontece nesta sexta em razão de completar-se seis anos desde o último pagamento recebido pelo ex-governador.

A PGR acionou o ministro do STF Gilmar Mendes nesta semana para que o caso voltasse para a primeira instância, mas o magistrado não tomou nenhuma decisão.

Gilmar Mendes alega, porém, que a prescrição não é culpa do Supremo. “Nesse período de três anos entre o processamento da notícia de fato e o presente julgamento, entre 2017 a 2020, o procedimento tramitou praticamente sob a responsabilidade das instâncias inferiores, somente tendo sido objeto de conhecimento e apreciação por esta Corte no último mês”.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247