Cerca de 145 mil veículos já desceram para a Baixada Santista no feriadão

145 mil veículos, em média, já desceram a serra em direção à Baixada Santista para o feriado do dia 7 de Setembro. De acordo com a Ecovias, o movimento provocado pelo feriadão foi o maior nas rodovias do sistema Anchieta-Imigrantes desde março, início pandemia

Tráfego no feriado de 7 de Setembro
Tráfego no feriado de 7 de Setembro (Foto: Ecovias)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O fim de semana somado ao feriado do dia 7 de Setembro levou mais de 140 mil veículos a descerem a serra rumo ao litoral de São Paulo. Para dar conta da alta demanda, a Ecovias implantou a operação descida 7x3 - na qual a descida é feita pelas duas pistas da Anchieta e pela pista sul da Imigrantes, enquanto a subida é realizada pela pista norte da Imigrantes. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “o excesso de veículos provocou lentidão nas rodovias que levam ao litoral. Os congestionamentos começaram na tarde de sexta-feira e foram agravados por um acidente na altura do km 35 da Anchieta, em direção à Baixada Santista. O tráfego chegou a ser interrompido por volta das 16h para as operações de resgate, o que provocou filas entre o km 31 e o km 35.”

A matéria ainda informa que “as rodovias continuaram congestionadas até a manhã deste sábado, com o motorista tendo de reduzir a velocidade já na chegada ao litoral. A Ecovias informa que as condições do Sistema Anchieta Imigrantes foram normalizadas por volta das 11h. Às 15h30, a operação descida foi encerrada.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email