Cinismo: militares que atiraram mais de 60 vezes acusam catador morto de assassinar músico no Rio

Sem apresentar provas, a defesa dos 12 que respondem na Justiça Militar pela morte do músico Evaldo Rosa, assassinado em 2019 por militares que dispararam contra o seu carro, acusou pelo crime o catador de latinhas Luciano Macedo, morto na mesma ação militar

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Sem apresentar provas, a defesa dos 12 militares que respondem na Justiça Militar pela morte do músico Evaldo Rosa, assassinado em 2019 por militares que dispararam contra o seu carro, acusou pelo crime o catador de latinhas Luciano Macedo, morto na mesma ação militar.

A viúva de Macedo, Dayana Fernandes, destacou que o marido tentou ajudar Evaldo após o carro da família do músico ser alvejado por ao menos 62 tiros, dentre os 257 disparos de fuzil e pistola apontados pela perícia.

Os militares ainda alegam que o músico negro, que passeava com a família no carro, seria olheiro do tráfico local e atirou na tropa para fugir.

PUBLICIDADE

"É revoltante, eu estou indignada. Estão insinuando que meu marido tinha envolvimento com o tráfico da região, que meu marido foi culpado pelo que aconteceu com o Evaldo. É muito fácil acusar quem já está morto e não pode se defender. Enquanto isso, o Exército mata quem eles querem. O Luciano já tinha saído do tráfico há muito tempo, já tinha saído dessa vida", disse Dayana.

"Eu já esperava que eles acusariam o Luciano, mas a justiça de Deus tarda mas não falha. Eu tenho um filho para criar e preciso seguir a minha vida. Mas a justiça vai ser feita" disse Luciana Nogueira, esposa de Evaldo.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email