Clóves de Castro, fundador do PT, morre aos 72 anos em SP

Operário e um dos dirigentes do Partido Comunista do Brasil, antes de fundar o PT, Clóves de Castro foi preso durante a ditadura pela Operação Bandeirantes. Ele morreu vítima de câncer

Cloves de Castro
Cloves de Castro (Foto: Arquivo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Operário metalúrgico e fundador do Partido dos Trabalhadores, Cloves de Castro morreu neste domingo (15) aos 72 anos, vítima de câncer, em São Paulo. A informação foi confirmado por Gilberto Maringoni durante a cobertura da apuração dos votos das eleições na Fórum.

Cloves de Castro foi operário metalúrgico dos 14 aos 17 anos. Mais tarde, tornou-se funcionário público. Na década de 1950, entrou para o Partido Comunista Brasileiro (PCB), onde foi dirigente distrital e municipal.

Em 1967, rompeu com o PCB e entrou para a Ação Libertadora Nacional (ALN). Quando estava entrando na clandestinidade, em dezembro 1969, foi preso e levado à Operação Bandeirantes (Oban), onde ficou 30 dias numa cela forte. Foi levado ao Dops e depois para os presídios Tiradentes e Carandiru, onde permaneceu até 1971.

Leia mais na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247