Com apoio de Bolsonaro, Russomano tem alta rejeição em São Paulo

O candidato Celso Russomanno à prefeitura de São Paulo, que lidera a pesquisa divulgada pelo Ibope na sexta-feira, enfrenta uma alta rejeição quando o nome de Jair Bolsonaro é vinculado à sua campanha. Bolsonaro tem a menor popularidade entre nomes cotados para a eleição presidencial de 2022 e consequentemente entre os eleitores da capital paulista

Celso Russomanno e Jair Bolsonaro
Celso Russomanno e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Instagram)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O candidato Celso Russomanno (Republicanos) à prefeitura de São Paulo, que ainda lidera a pesquisa divulgada pelo Ibope na sexta-feira (2), enfrenta uma alta rejeição quando o nome de Jair Bolsonaro é vinculado à sua campanha. Um editorial publicado no jornal O Globo observa que “tal qual o mandatário do país, o candidato do Republicanos, ao tentar conquistar a prefeitura de São Paulo, percebe que a sua simbiose com Bolsonaro o empurra para o céu e para o inferno da eleição”.

Bolsonaro tem a menor popularidade entre nomes cotados para a eleição presidencial de 2022 e consequentemente entre os eleitores da capital paulista. Mesmo com uma boa posição na pesquisa do Ibope, cerca de 31% dos entrevistados responderam que não votariam no candidato Russomanno “de jeito nenhum”, acrescenta a reportagem.

A análise do O Globo ainda conclui que Russomanno, “talvez por se tratar do início de uma campanha mais curta dado o revés da pandemia do coronavírus, continua alimentando publicamente sua boa relação com Bolsonaro, a quem chamou de amigo no debate promovido na noite de quinta-feira na Band”. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247