Comandante da PM do Rio pede para deixar o cargo

O governo do Rio anunciou que o comandante da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Alberto Pinheiro Neto, será substituído a partir de 4 de janeiro pelo Coronel Edison Duarte dos Santos Júnior, que atualmente chefia a Coordenadoria Especial de Assuntos Olímpicos, cargo que ocupa desde o início de 2015; de acordo com a Secretaria de Estado de Segurança, há menos de um ano no comando, Neto pediu para deixar o cargo

O governo do Rio anunciou que o comandante da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Alberto Pinheiro Neto, será substituído a partir de 4 de janeiro pelo Coronel Edison Duarte dos Santos Júnior, que atualmente chefia a Coordenadoria Especial de Assuntos Olímpicos, cargo que ocupa desde o início de 2015; de acordo com a Secretaria de Estado de Segurança, há menos de um ano no comando, Neto pediu para deixar o cargo
O governo do Rio anunciou que o comandante da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Alberto Pinheiro Neto, será substituído a partir de 4 de janeiro pelo Coronel Edison Duarte dos Santos Júnior, que atualmente chefia a Coordenadoria Especial de Assuntos Olímpicos, cargo que ocupa desde o início de 2015; de acordo com a Secretaria de Estado de Segurança, há menos de um ano no comando, Neto pediu para deixar o cargo (Foto: Romulo Faro)

Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

O governo do Rio anunciou que o comandante da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Alberto Pinheiro Neto, será substituído, a partir de 4 de janeiro, pelo Coronel Edison Duarte dos Santos Júnior, que atualmente chefia a Coordenadoria Especial de Assuntos Olímpicos (CEAO), cargo que ocupa desde o início de 2015. De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança, há menos de um ano no comando, Neto pediu para deixar o cargo.

O coronel Edison Duarte tem 47 anos e é policial militar há 25 anos, com experiência na organização da segurança de grandes eventos. Ele comandou o 4º Batalhão de Polícia Militar de São Cristóvão em 2014 e foi responsável pelas ações de policiamento ostensivo na região do Maracanã. De 2009 a 2013, coordenou a preparação e o planejamento da PM para os grandes eventos, sobretudo, para a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, em 2013.

Duarte também atuou em missões na República Dominicana (2003), no Rio de Janeiro (2007), no Haiti (2008), no África do Sul (2009), em Israel (2010), em Londres (2012) e no Panamá (2012/2013). O coronel comandará um efetivo de quase 50 mil policiais militares.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247