Conselheira tutelar com mais votos da história do Rio nasceu na favela e é filiada ao PSOL

A educadora social de 48 anos, nascida na Vila Vintém, na Zona Oeste do Rio, e moradora do Catete, Zona Sul, é também parte da comissão de Direitos Humanos da OAB-RJ e obteve 4.639 votos na eleição do último domingo

Patrícia Felix, 48 anos, teve a maior eleição da história de conselheiros tutelares do Rio de Janeiro
Patrícia Felix, 48 anos, teve a maior eleição da história de conselheiros tutelares do Rio de Janeiro (Foto: Arquivo Pessoal)

247 - Motivada pela polarização ideológica que tomou conta da eleição de conselheiros tutelares neste ano, a advogada e pedagoga Patrícia Felix de Lima Padula decidiu se candidar pela primeira vez ao cargo. A reportagem é do jornal O Globo. 

O resultado foi surpreendentemente positivo para ela, atingindo o maior número de votos da história do estado para um candidato: 4.639 votantes a escolheram para o Conselho Tutelar da Zona Sul, correspondente à Zona 2.

A educadora social de 48 anos, nascida na Vila Vintém, na Zona Oeste do Rio, e moradora do Catete, Zona Sul, é também parte da comissão de Direitos Humanos da OAB-RJ e é filiada ao PSOL.

— Comecei a trabalhar com crianças depois que meu irmão de 21 anos foi assassinado. Decidi concorrer porque vi o ambiente muito polarizado, vivemos em um barril de pólvora ultimamente. Vi alguns grupos intimidando as pessoas que queriam se candidatar e decidi não me calar — afirma Paty, como ela mesma se apelidou na ficha eleitoral.

A pedagoga acumulou, sozinha, 70% mais votos do que todos os conselheiros eleitos em 2015 na Zona Sul. Ela considera que o maior desafio será dar visibilidade ao trabalho ainda pouco conhecido pela sociedade e lidar com as divergentes opiniões.

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247