Corpo do jurista João Luiz Duboc Pinaud é cremado no Rio

O jurista João Luiz Duboc Pinaud morreu neta segunda-feira (23) aos 87 anos, no Rio; o corpo foi velado na Câmara de Vereadores de Niterói; a cremação estava prevista para as 10h desta terça-feira (24); Pinaud foi advogado, promotor, juiz, escritor e professor universitário; em sua carreira, também foi um grande defensor dos direitos humanos

O jurista João Luiz Duboc Pinaud morreu neta segunda-feira (23) aos 87 anos, no Rio; o corpo foi velado na Câmara de Vereadores de Niterói; a cremação estava prevista para as 10h desta terça-feira (24); Pinaud foi advogado, promotor, juiz, escritor e professor universitário; em sua carreira, também foi um grande defensor dos direitos humanos
O jurista João Luiz Duboc Pinaud morreu neta segunda-feira (23) aos 87 anos, no Rio; o corpo foi velado na Câmara de Vereadores de Niterói; a cremação estava prevista para as 10h desta terça-feira (24); Pinaud foi advogado, promotor, juiz, escritor e professor universitário; em sua carreira, também foi um grande defensor dos direitos humanos (Foto: Voney Malta)

Por Vitor Abdala/Agência Brasil  - O jurista João Luiz Duboc Pinaud morreu ontem (23) aos 87 anos, no Rio de Janeiro. O corpo foi velado na Câmara de Vereadores de Niterói, na região metropolitana do Rio. A cremação estava prevista para as 10h de hoje (24), no cemitério Parque da Colina, na Região Oceânica de Niterói.

Nascido em Niterói, Pinaud foi advogado, promotor, juiz, escritor e professor universitário. Em sua carreira, também foi um grande defensor dos direitos humanos. Atuou como secretário de Justiça e Direitos Humanos do Rio de Janeiro e foi presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros, entre 1998 e 2000.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247