Covas nega interesse eleitoral ao anunciar pagamento de parcelas do auxílio emergencial

R$300 referentes a três parcelas do auxílio emergencial serão pagas no início de dezembro

Coletiva de imprensa com Área do Governo e Área da Saúde em São Paulo 14 de agosto de 2020
Coletiva de imprensa com Área do Governo e Área da Saúde em São Paulo 14 de agosto de 2020 (Foto: Governo de São Paulo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O atual prefeito e candidato à reeleição em São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse em evento de campanha nesta quarta-feira (25) que três parcelas de R$100 do auxílio emergencial serão todas pagas no início de dezembro. Para Covas, isso não constitui má prática eleitoral, já que o pagamento será feito após as eleições, marcadas para o dia 29.

O programa, sancionado em 12 de novembro, atenderá os beneficiários do Bolsa Família em São Paulo. Os depósitos serão recebidos nas contas da Caixa Econômica e são referentes às parcelas de outubro, novembro e dezembro. 

“Portanto, 1 milhão de pessoas vão receber aqui na cidade de São Paulo os R$ 300 por conta desta legislação aprovada no começo de novembro na Câmara Municipal”, disse Covas.

Ele acrescentou: “A lei foi sancionada e deve ser pago na primeira semana de dezembro, portanto, depois da eleição. A gente buscou tratativas com Banco do Brasil, com a Caixa Econômica Federal para viabilizar isso, para ver de que forma atender a população. Então, não há nenhuma relação com o calendário eleitoral já que o pagamento vai ser feito depois da eleição”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247