CPI denuncia valor abusivo de passagem de ônibus intermunicipais

Deputado estadual Gilberto Palmares (PT-RJ), vice-presidente da CPI da Fetranspor, denuncia que o preço da passagem Rio de Janeiro x Miguel Pereira é muito acima do valor permitido pelo Detro; "De acordo com dados apresentados pelo Departamento de transporte, em audiência pública ontem na Alerj, o valor deveria ser no máximo R$33,90 e a empresa chega ao absurdo de cobrar dos usuários R$ 51. Esse valor abusivo é cobrado em várias regiões, por várias empresas. Estamos fazendo o levantamento e também quero que esse assunto seja motivo de investigação na CPI"

Deputado estadual Gilberto Palmares (PT-RJ), vice-presidente da CPI da Fetranspor, denuncia que o preço da passagem Rio de Janeiro x Miguel Pereira é muito acima do valor permitido pelo Detro; "De acordo com dados apresentados pelo Departamento de transporte, em audiência pública ontem na Alerj, o valor deveria ser no máximo R$33,90 e a empresa chega ao absurdo de cobrar dos usuários R$ 51. Esse valor abusivo é cobrado em várias regiões, por várias empresas. Estamos fazendo o levantamento e também quero que esse assunto seja motivo de investigação na CPI"
Deputado estadual Gilberto Palmares (PT-RJ), vice-presidente da CPI da Fetranspor, denuncia que o preço da passagem Rio de Janeiro x Miguel Pereira é muito acima do valor permitido pelo Detro; "De acordo com dados apresentados pelo Departamento de transporte, em audiência pública ontem na Alerj, o valor deveria ser no máximo R$33,90 e a empresa chega ao absurdo de cobrar dos usuários R$ 51. Esse valor abusivo é cobrado em várias regiões, por várias empresas. Estamos fazendo o levantamento e também quero que esse assunto seja motivo de investigação na CPI" (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Fetranspor decidiu uma agenda de audiências e oitivas para os próximos meses. A primeira será dia 16/03 e debaterá o transporte aquaviário, no dia 21 do mesmo mês, a Comissão receberá o secretário de transporte, Rodrigo Vieira, e membros da Secretaria.

Para o deputado estadual Gilberto Palmares (PT-RJ), vice-presidente da CPI, fez uma denúncia: o preço da passagem Rio de Janeiro x Miguel Pereira é muito acima do valor permitido pelo Detro. "De acordo com dados apresentados pelo Departamento de transporte, em audiência pública ontem na Alerj, o valor deveria ser no máximo R$33,90 e a empresa chega ao absurdo de cobrar dos usuários R$ 51. Esse valor abusivo é cobrado em várias regiões, por várias empresas. Estamos fazendo o levantamento e também quero que esse assunto seja motivo de investigação na CPI", continuou.

Segundo ele, é importante fazer logo a audiência pública sobre o transporte aquaviário porque existe uma licitação em curso e o estado deveria exigir no edital de licitação a instalação das linhas para São Gonçalo e Caxias. "O estado apenas sugere que seja feito o transporte, nossa experiência mostra que se não for obrigatório a linha de barcas não sairá. Além disso, considero um erro grave continuar o processo sem esperar as conclusões da CPI da Fetranspor, instalada na Alerj. Estou em defesa dos interesses dos usuários de barcas", explicou Palmares.

Além da agenda, também foi solicitado por Palmares que a Secretaria de Transporte prorrogue o prazo da consulta pública para o edital de licitação da empresa que vai operar o sistema de bilhetagem do bilhete único. "Esse sistema ficava na mão da Fetranspor e era uma caixa preta, ninguém sabe até hoje o que acontece". A sugestão foi acatada por todos.

Os membros da CPI receberam uma série de documentos para apreciação e confirmaram, por unanimidade, a seguinte agenda de trabalho:

16/03, às 10h, Audiência Pública sobre o transporte Aquaviário

21/03, às 10h, Convocação do Secretário de Transportes

28/03, às 10h, Convocação do presidente do Detro e Agetransp

11/04, às 10h, Obras de modernização dos bondes

25/04, às 10h, Qualidade do Metrô Rio

09/05, às 10h, Transporte ferroviário e teleférico.

Conheça a TV 247

Mais de Sudeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247