Crivella defende vice que deve R$ 200 mil de IPTU: ‘Deus vai abençoá-lo’

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), defendeu, o seu vice, Fernando Mac Dowell (PR), que deve mais de R$ 200 mil de IPTU da casa dele num condomínio de luxo na Barra da Tijuca, na Zona Oeste; a empresa do vice deixou de pagar outros R$ 200 mil em impostos federais. Crivella disse ter "certeza que Deus vai abençoá-lo e isso não vai deslustrar o trabalho que ele vai prestar ao povo do Rio de Janeiro no seu transporte"; "O vice-prefeito já está negociando. Como todo contribuinte ele tem direito de renegociar as dívidas. E não só ele, mas todos os contribuintes"

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), defendeu, o seu vice, Fernando Mac Dowell (PR), que deve mais de R$ 200 mil de IPTU da casa dele num condomínio de luxo na Barra da Tijuca, na Zona Oeste; a empresa do vice deixou de pagar outros R$ 200 mil em impostos federais. Crivella disse ter "certeza que Deus vai abençoá-lo e isso não vai deslustrar o trabalho que ele vai prestar ao povo do Rio de Janeiro no seu transporte"; "O vice-prefeito já está negociando. Como todo contribuinte ele tem direito de renegociar as dívidas. E não só ele, mas todos os contribuintes"
O prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), defendeu, o seu vice, Fernando Mac Dowell (PR), que deve mais de R$ 200 mil de IPTU da casa dele num condomínio de luxo na Barra da Tijuca, na Zona Oeste; a empresa do vice deixou de pagar outros R$ 200 mil em impostos federais. Crivella disse ter "certeza que Deus vai abençoá-lo e isso não vai deslustrar o trabalho que ele vai prestar ao povo do Rio de Janeiro no seu transporte"; "O vice-prefeito já está negociando. Como todo contribuinte ele tem direito de renegociar as dívidas. E não só ele, mas todos os contribuintes" (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - O prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), defendeu, nesta terça-feira (31), o seu vice, Fernando Mac Dowell (PR), que deve mais de R$ 200 mil de IPTU da casa dele num condomínio de luxo na Barra da Tijuca, na Zona Oeste. A empresa do vice deixou de pagar outros R$ 200 mil em impostos federais. Após um evento no Rio, Crivella disse ter "certeza que Deus vai abençoá-lo e isso não vai deslustrar o trabalho que ele vai prestar ao povo do Rio de Janeiro no seu transporte".

"O vice-prefeito já está negociando. Como todo contribuinte ele tem direito de renegociar as dívidas. E não só ele, mas todos os contribuintes. As pessoas passam por momentos difíceis na vida. Se a pessoa é rica e não paga é um mau exemplo. Agora, se a pessoa não tem condições de pagar e não pagou, então, ela precisa negociar. E a prefeitura está pronta para negociar para ela pagar", afirmou Crivella, para quem dívida é comum, principalmente no Brasil com momentos de expansão curtos e períodos de crise longos.

O chefe do executivo municipal disse à imprensa Mac Dowell já está negociando e justificou a inadimplência do vice-prefeito. "É preciso notar um outro lado dessa moeda. Ele é um servidor público, foi meu colega na Emop há 30 e tantos anos, nós dois éramos engenheiros. Ele que fez tanto pelo Rio de Janeiro. Nós devemos o metrô muito à sua capacidade técnica. Veja, enquanto tantos outros enriqueceram ilicitamente, ele teve dificuldade de pagar seu IPTU. O que mostra que é um homem honesto, com dificuldades. Já negociou, vai pagar", acrescentou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247