Curso sobre o golpe de 2016 é oferecido na UFRJ

O curso “o golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil” é oferecido pelo programa de Pós-graduação de Economia Política Internacional da Federal do Rio (UFRJ); seminários vão avaliar as origens do processo que levou ao impeachment da presidente Dilma e as consequências na política e economia nacional e internacional; o governo federal tenta barrar tais discussões acadêmicas, mas não tem conseguido

Manifestantes com faixa contra o golpe durante Protesto Fora Temer realizado no Centro Cívico em Curitiba, PR.
Manifestantes com faixa contra o golpe durante Protesto Fora Temer realizado no Centro Cívico em Curitiba, PR. (Foto: Voney Malta)

Rio 247 – O curso “o golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil" será ofertado para os alunos pela Universidade federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Serão abordados, através de seminários, as origens do processo que levou ao impeachment da presidente Dilma Rousseff e as consequências na política e economia nacional e internacional.

Ele será oferecido pelo programa de Pós-graduação de Economia Política Internacional (Pepi). Os seminários começaram no dia 18 deste mês, vão até junho, e ocorrem todas as quartas-feiras.

Em fevereiro, o Ministério da Educação (MEC) acionou a Advocacia-Geral da União (AGU), o Tribunal de Contas da União (TCU), a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério Público Federal (MPF ) para apurar improbidade administrativa contra os responsáveis pelas disciplinas na Universidade de Brasília (UnB) por ter anunciado que iria oferecer um curso com o mesmo nome: "o golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil".

Essa posição só fez crescer a discussão acadêmica sobre o tema. Outras quatro universidades decidiram anunciar a oferta de cursos com o mesmo tema: Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247