Defesa de Queiroz pede prisão domiciliar por causa de câncer

O advogado de Fabrício de Queiroz apresentou pedido de substituição da prisão preventiva por prisão domiciliar e justificou citando o tratamento de um câncer no intestino de seu cliente

Fabrício Queiroz
Fabrício Queiroz (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O advogado de Fabrício de Queiroz, Paulo Emílio Catta Preta entrou hoje na Justiça com pedido de substituição da prisão preventiva por prisão domiciliar. O argumento para fundamentar o pedido de habeas corpus é o tratamento de Queiroz a um câncer no intestino.

"É medida humanitária que busca compatibilizar a necessidade de segregação cautelar com outros direitos subjetivos do investigado ou acusado, como o direito à vida e à integridade física", diz o advogado do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, que foi preso nesta quinta (18).

O advogado usa como argumento o “atual estágio da pandemia do coronavírus” e afirma que Queiroz “é portador de câncer no cólon e recentemente se submeteu à cirurgia de próstata”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247