PUBLICIDADE

Depois de cinco dias de silêncio, governador do Rio fala sobre mortos na chacina do Salgueiro: "coisa boa não estavam fazendo"

PUBLICIDADE

247 - O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), afirmou que os nove mortos em uma chacina durante uma ação da polícia no  Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo (RJ), no último domingo (21), durante uma ação policial não deveriam estar fazendo "coisa boa".

"Gente, aqui ninguém é criança. Ninguém vai camuflado pro mangue trocar tiro com a polícia de airsoft. Se foi completamente vestido camuflado trocar com tiro com a polícia no mangue, certamente coisa boa não estava fazendo", disse Castro nesta quinta-feira (25), durante uma visita à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), de acordo com o UOL

PUBLICIDADE

De acordo com a CCN Brasil, os laudos da perícia fluminense  destacam  que seis das nove vítimas utilizavam  roupas camufladas, que seriam usadas como uma espécie de "uniforme" pelas facções do tráfico de drogas no Rio, quando foram mortas em um manguezal. 

Questionado pelos repórteres sobre os altos números de mortes em ações policiais no estado, como no caso do Jacarezinho, que deixou 28 mortos, Castro negou haver uma recorrência de óbitos neste tipo de operação. "Eu não creio que isso seja uma recorrência. A [ação] da Polícia Civil no Jacarezinho foi o cumprimento de mandado judicial e agora foi uma operação da Polícia Militar. Como eu digo, a gente apoia sempre as polícias, mas não apoia, por óbvio, os erros”, disse o governador. 

PUBLICIDADE

Ainda segundo ele, a chacina do Complexo do Salgueiro está sendo investigada pela Polícia Civil e que os PMs envolvidos na operação serão punidos caso sejam constatados erros cometidos por eles. "Eu duvido que uma instituição puna tanto os seus quanto as polícias do Rio de Janeiro. A polícia tem punido exemplarmente os seus que fazem o mal, mas o nosso papel aqui é de apoiar a instituição Polícia Civil, a instituição Polícia Militar, a instituição Corpo de Bombeiros", ressaltou.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE